Atividades neutralizam impactos negativos de isolamento social

10/03/2021



A notícia de um novo lockdown tem mexido com o emocional das pessoas, que nem sequer conseguiram retomar a vida normal. A privação principalmente das atividades de lazer causa estresse, pois são nesses momentos que relaxamos, nos distraímos e descontraímos.

Para os jovens, a falta de contato e interação com outros é ainda mais estressante. Um estudo realizado pela Universidade Estadual da Carolina do Norte, nos EUA, mostrou que atividades ao ar livre e em contato com a natureza ajudaram a neutralizar os impactos negativos na saúde mental dos adolescentes na pandemia de Covid-19.

Além dos impactos positivos para o bem-estar, estimular atividades ao ar livre e junto à natureza como forma de preparar crianças e adolescentes para momentos desafiadores, ajuda na construção da resiliência mental, ou seja, a capacidade de lidar com adversidades.

Atividades em que não há necessidade de contato físico como ciclismo, caminhadas, corridas, pescaria, entre outras, são indicadas para essa circunstância.

No estudo realizado de 30 de abril a 15 de junho de 2020, com 624 adolescentes com idades entre 10 e 18 anos analisou os hábitos de recreação ao ar livre, tanto antes da pandemia, como depois que as medidas de isolamento social entraram em vigor nos EUA. Eles também responderam perguntas sobre sensações de bem-estar, felicidade e saúde mental.

RESULTADO

Os resultados demonstraram que há uma ligação entre o bem-estar e as atividades ao ar livre. As crianças que não saíram tanto durante a pandemia tiveram declínio nos níveis de bem-estar. Em contrapartida, aqueles que continuaram frequentando o lado de fora de casa antes e ao longo desse período foram capazes de manter índices mais elevados.

Os adolescentes que passavam muito tempo ao ar livre antes da pandemia mostraram-se mais resistentes a mudanças negativas, além de apresentarem menor probabilidade de sofrer uma redução no bem-estar durante o período do isolamento social. Portanto, aproveite as manhãs ensolaradas ou as noites quentes para fazer alguma atividade. Movimente-se e garanta sua saúde mental e o bem-estar da sua família nessa nova fase de isolamento social. Claro, sempre tomando as devidas precauções ao evitar contato com outras pessoas, abusando do álcool gel e com uso devido de máscara. Como gostamos de frisar: a prevenção sempre será o melhor remédio. Previna-se!

FONTE: https://doutorjairo.uol.com.br/



Atividades neutralizam impactos negativos de isolamento social

10/03/2021



A notícia de um novo lockdown tem mexido com o emocional das pessoas, que nem sequer conseguiram retomar a vida normal. A privação principalmente das atividades de lazer causa estresse, pois são nesses momentos que relaxamos, nos distraímos e descontraímos.

Para os jovens, a falta de contato e interação com outros é ainda mais estressante. Um estudo realizado pela Universidade Estadual da Carolina do Norte, nos EUA, mostrou que atividades ao ar livre e em contato com a natureza ajudaram a neutralizar os impactos negativos na saúde mental dos adolescentes na pandemia de Covid-19.

Além dos impactos positivos para o bem-estar, estimular atividades ao ar livre e junto à natureza como forma de preparar crianças e adolescentes para momentos desafiadores, ajuda na construção da resiliência mental, ou seja, a capacidade de lidar com adversidades.

Atividades em que não há necessidade de contato físico como ciclismo, caminhadas, corridas, pescaria, entre outras, são indicadas para essa circunstância.

No estudo realizado de 30 de abril a 15 de junho de 2020, com 624 adolescentes com idades entre 10 e 18 anos analisou os hábitos de recreação ao ar livre, tanto antes da pandemia, como depois que as medidas de isolamento social entraram em vigor nos EUA. Eles também responderam perguntas sobre sensações de bem-estar, felicidade e saúde mental.

RESULTADO

Os resultados demonstraram que há uma ligação entre o bem-estar e as atividades ao ar livre. As crianças que não saíram tanto durante a pandemia tiveram declínio nos níveis de bem-estar. Em contrapartida, aqueles que continuaram frequentando o lado de fora de casa antes e ao longo desse período foram capazes de manter índices mais elevados.

Os adolescentes que passavam muito tempo ao ar livre antes da pandemia mostraram-se mais resistentes a mudanças negativas, além de apresentarem menor probabilidade de sofrer uma redução no bem-estar durante o período do isolamento social. Portanto, aproveite as manhãs ensolaradas ou as noites quentes para fazer alguma atividade. Movimente-se e garanta sua saúde mental e o bem-estar da sua família nessa nova fase de isolamento social. Claro, sempre tomando as devidas precauções ao evitar contato com outras pessoas, abusando do álcool gel e com uso devido de máscara. Como gostamos de frisar: a prevenção sempre será o melhor remédio. Previna-se!

FONTE: https://doutorjairo.uol.com.br/